Como trabalhar na Austrália

Trabalhar em país de primeiro mundo é o objetivo de muitas pessoas. As condições de vida são melhores, a moeda local vale mais que o real e a possibilidade de aprender novas culturas é bem tentadora. A Austrália, portanto, é um lugar perfeito para trabalhar!

Este país é o único desenvolvido no hemisfério sul do planeta, mostrando índices altos de IDH, baixa mortalidade infantil, pequena porcentagem de analfabetos e renda per capta acima da média.

A facilidade de conversação é um fator muito importante. Colonizados por ingleses, sua língua nativa é o inglês (com um sotaque bem peculiar).

O melhor jeito de trabalhar na Austrália é estudando por meio do intercâmbio!

Trabalhar na Austrália

Todo estudante ou profissional que for ao país e fazer um curso com duração de mais de três meses, pode pedir permissão para trabalhar 20 horas semanais, ou seja, 4 horas por dia.

Estudantes de mestrado ou phD podem trabalhar o dobro, ou seja, 8 horas diárias e 40 horas semanais.

<

Depois que terminar os estudos, ainda é possível manter o emprego. Se o seu intuito é continuar na empresa, o governo australiano pode emitir um visto chamado Post-Study Work Visa, onde o beneficiado poderá trabalhar mais dois anos após terminar o curso. Após este período, resta a empresa entrar com pedido de residência permanente para você, caso realmente gostem do seu trabalho.

Existem diversos sites de empregos australianos, onde as empresas, assim como no Brasil, colocam suas vagas e requisitos para aplicação. Entretanto, é necessário que você altere seu curriculum para deixar dentro dos conformes dos padrões australianos. Fique atento a isto! Baixe alguns modelos prontos ou entre em contato com agências especializadas.

Conclusão

Muitos se perguntam sobre como trabalhar na Austrália achando que é difícil, entretanto não é! Basta entrar no país para estudar e você rapidamente conseguirá um emprego.

Boa viagem!

Sobre Victor Palandi

Victor Palandi é redator freelancer e blogueiro. Para saber mais, acesse: www.victorpalandi.com

Deixe uma resposta